domingo, 4 de outubro de 2009

~~'Dia dos animais-Marley e Eu

"Para um cão, você não precisa de carrões, de grandes casas ou roupas de marca. Símbolos de status não significam nada para ele. Um graveto já está ótimo. Um cachorro não se importa se você é rico ou pobre, inteligente ou idiota, esperto ou burro. Um cão não julga os outros por sua cor, credo ou classe, mas por quem são por dentro. Dê seu coração a ele, e ele lhe dará o dele. É realmente muito simples, mas, mesmo assim, nós humanos, tão mais sábios e sofisticados, sempre tivemos problemas para descobrir o que realmente importa ou não. De quantas pessoas você pode falar isso? Quantas pessoas fazem você se sentir raro, puro e especial? Quantas pessoas fazem você se sentir extraordinário?"





-Scooby-



O único amigo absolutamente altruísta que o homem pode ter neste mundo egoísta, o único que nunca lhe abandona, o único que nunca se prova ingrato ou falso é seu cão.

O cão de um homem permanece a seu lado na prosperidade e na pobreza, na saúde e na doença. Ele dormirá no chão frio, onde os ventos gelados do inverno sopram e a neve cai intensamente, só para poder estar perto, ao lado do dono.





Ele beijará a mão que não tem comida alguma para oferecer. Lamberá as feridas e machucados que surgem em um encontro com a rispidez do mundo. Guardará o sono de seu pobre dono como se ele fosse um príncipe. Quando todos os outros amigos o abandonam, ele permanece.







Quando a riqueza vai embora e a reputação se estraçalha, ele é tão constante em seu amor quanto o Sol em sua jornada pelos céus. Se o destino conduz o dono à marginalidade no mundo, sem amigos e sem lar, o fiel cão não pede mais privilégios do que o de acompanhá-lo, guardá-lo contra o perigo, lutar contra seus inimigos.





Tudo é mais fácil para mim com você do meu lado.

Obrigada por sempre estar comigo scooby meu amor!


"A compaixão pelos animais está intimamente ligada a bondade de caráter, e quem é cruel com os animais não pode ser um bom homem."

Um comentário:

  1. Amiga não posso dizer que não estou emocionada com o seu texto, pois estaria a mentir. As lágrimas correm pelo meu rosto sem que eu as possa deter. A sua descrição, do mais amigo do homem, é e será para sempre a mais verdadeira do Mundo. Nenhum homem ama outro homem como o cão ama o seu dono.Aos homens faltam-lhe as emoções e sobram-lhe as ambições.
    Adorei o seu texto.
    Obrigada pela sua visita ao meu espaço.
    E mais Ainda, parabéns por reconhecer que a riqueza do homem está nas pequeninas coisas e não nos bens materiais. Falta somente o homem compreender isso...
    O egoismo é a maior doença da humanidade.
    Um beijo amiga.
    Isa

    ResponderExcluir

O seu comentário é sempre bem vindo!
Opine, comente, se expresse! Este espaço é seu!

Espero que tenha gostado do blog! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...