sexta-feira, 23 de abril de 2010

~~'Desenhando pensamento



Desenham-me palavras,
Soltas e perdidas no pensamento.
Atingem-me como navalhas,
Buscando entendimento.

O que chamam de inspiração
Vem fácil se os meus olhos fechar
E ouvir apenas o coração.
Esse tilintar,
Melodia sem canção.

Para Noruega viajei,
Em um fiorde que encontrei
Toda a história de Pompeu
Que me fez para Roma mudar.

Com Júlio César conversei
Mas foi Cleópatra que se fez encantar.
Assim como em Romeu,
Foi Julieta que se fez amar.

Tão longe cheguei
E tantos lugares que viajei,
Deserto e mar.
Nem tudo posso escrever,
Pois conheceriam-me sem me conhecer.

Palavras desenhadas
Por esse tilintante coração,
Desenhará insistente,
Pois quer ser canção.
-Dinely Borges-

0 comentários:

Postar um comentário

O seu comentário é sempre bem vindo!
Opine, comente, se expresse! Este espaço é seu!

Espero que tenha gostado do blog! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...