quarta-feira, 14 de abril de 2010

~~'A minha noite



Na noite perdida
Enganava-me que tudo podia
Que era alegria
Enquanto o conhaque ainda descia.

Estava com um Straight Flush na mão
Mas tudo o que queria
Era um naipe de coração.

Embalava-me com a canção,
A festa continuava
Entrava na madrugada
E ele prendia a minha atenção.

Não era diferente, mas não igual;
Um cheiro doce, atraente.
Destilava as palavras certas
Como toda a vodka que embriagava
Mas também envenenava.

Um misto de certo e errado
Que fascina, e deixa perfeito.
Tudo o que queria
O sorriso e o beijo
Que enternecia.

No silencio não me perdia
O que palavras não diziam,
Era o nosso momento inteiro.
Segurar as mãos
E o abraço que me escondia.
Saber que sentia o mesmo.
Naquele momento, tudo foi verdadeiro.

Amanhecia,Era hora de partir.
O jogo estava ganho para a noite,
Jogo em que eu perdia para o dia.

Sol, calor da manhã...
Deixe em minha falha memória
À noite em que ganhei
Perdendo-me por querer,
Pelo desejo de desejar
Viver e amar.
-Dinely Borges-

0 comentários:

Postar um comentário

O seu comentário é sempre bem vindo!
Opine, comente, se expresse! Este espaço é seu!

Espero que tenha gostado do blog! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...