quinta-feira, 9 de setembro de 2010

--' Parágrafo - Dinely Borges

Então fez tudo ao avesso. Como se começasse do fim, não tinha paciência... A simples presença a incomodava profundamente - repugnava a idéia de seguir com tamanha loucura. Mas bastou-lhe um ato de confiança. As bases sólidas de um bom relacionamento começaram a serem construídas. Então aquele coração -antes intransponível- já cedia aos poucos a quem tanto o queria habitar. A vida não era mais repleta de “eu”, mas de “nós”. De tanto ceder, perdeu-se. Por se perder, a cegueira a guiou e quando abriu os olhos, já não sabia mais onde estava. Por mais que doesse, quando mais o amava, disse adeus. Mas o pior de tudo é que não aprendera. Começava do re-avesso quando o via chegar. O amaria mais do que sempre amou. E quando as cortinas da razão fossem abertas, no palco estaria à repugnante idéia de tamanha loucura... A de tê-lo amado um dia.

Um comentário:

  1. Menina
    encantador
    amei demais ...vc realmente é poeta viu
    Bia

    ResponderExcluir

O seu comentário é sempre bem vindo!
Opine, comente, se expresse! Este espaço é seu!

Espero que tenha gostado do blog! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...