sábado, 13 de novembro de 2010

~~' Choveu em minha alma- Dinely Borges

É fácil perceber quando o vento muda.
Hoje sei o quão longe estava à primavera
E saber disso não é tão fácil quanto imaginei.
Ainda não entendo bem ao o que entreguei
A pessoa que eu era.

Se eu pudesse roubar de volta
Um pouco dos dias e sorrisos
Que espalhei aos jardins da vida
E a verdade que ia solta
Em cada palavra dita.

Talvez eu seja capaz, pois muito já roubei.
Lembro-me da atenção desejada,
O abraço apertado, tudo comigo levei.
Mesmo assim, não sei como roubar de mim.
Fazer renascerem flores entre as pedras que deixei
Por caminhos que tanto passei.

Choveu em minha alma
Lágrimas represadas
As quais não permiti escoar.
Pois me basta leve brisa
Para que eu queira voar.

Um comentário:

  1. Nossa, perfeito esse poema!!
    Amei mesmo!!
    Bjs meu anjo!
    Vc sempre arrebenta!! rsrsr

    ResponderExcluir

O seu comentário é sempre bem vindo!
Opine, comente, se expresse! Este espaço é seu!

Espero que tenha gostado do blog! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...