sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

~~'A um ausente - Carlos Drummond de Andrade


Tenho razão de sentir saudade,
tenho razão de te acusar.
Houve um pacto implícito que rompeste
e sem te despedires foste embora.
Detonaste o pacto.
Detonaste a vida geral, a comum aquiescência
de viver e explorar os rumos de obscuridade
sem prazo sem consulta sem provocação
até o limite das folhas caídas na hora de cair.

Antecipaste a hora.
Teu ponteiro enlouqueceu, enlouquecendo nossas horas.
Que poderias ter feito de mais grave
do que o ato sem continuação, o ato em si,
o ato que não ousamos nem sabemos ousar
porque depois dele não há nada?

Tenho razão para sentir saudade de ti,
de nossa convivência em falas camaradas,
simples apertar de mãos, nem isso, voz
modulando sílabas conhecidas e banais
que eram sempre certeza e segurança.

Sim, tenho saudades.
Sim, acuso-te porque fizeste
o não previsto nas leis da amizade e da natureza
nem nos deixaste sequer o direito de indagar
porque o fizeste, porque te foste.

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

~~'Arte de amar - Manuel Bandeira


"Se queres sentir a felicidade de amar, esquece a tua alma.
A alma é que estraga o amor.
Só em Deus ela pode encontrar satisfação.
Não noutra alma.
Só em Deus - ou fora do mundo.
As almas são incomunicáveis.
Deixa o teu corpo entender-se com outro corpo.
Porque os corpos se entendem, mas as almas não."



domingo, 4 de dezembro de 2011

~~'Parágrafo-Dinely Borges



O estado de solidão jogava-a em um caminho, embora muitas vezes sombrio, mas repleto de certezas. E quando se desviava desse caminho, o seu mundo dividia-se em dois. A realidade era incerta e gritava. Gritava amor... Ela que em outra época dissera que andava sempre do mesmo jeito, que matinha sentimentos imutáveis e esperava o desespero como quem espera ansiosamente alguém querido... Ah, ele a lembrava o quão imutáveis eram os seus sentimentos. O tempo passava, mas ela não. Ela era em si, imutável, embora soubesse por sua solidão que a vida é transição e mudança. Ela que conhecia o amor e os seus mistérios de não lhe pertencer, ainda que ele vivesse nela, pulsando mais vivo que o desejado, ela não vivia nele, apenas o via. Espectadora de si mesma. Mas as águas de um mar suave tocaram em seus pés e o horizonte mostrou-lhe o nascer do Sol, um céu que nunca vira antes... Muito sutilmente deixou-se levar pelos braços do mar. Não olhara para a sua solidão, perdera-se de seu mundo de certezas. A única certeza agora era que vivia o amor, o amor que não existia, agora era suave. Em suas preces, ela agradece a Deus esses dias de luz, mas pede, como se esse fosse o seu único e último pedido: “... por favor, não me deixe afogar... por favor, não me afogue”. 

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

~~''Carlos Drummond de Andrade

Não basta sentir a chegada dos dias lindos. É necessário proclamar: “Os dias ficaram lindos”.” 

terça-feira, 29 de novembro de 2011

~~'Desabafo - Dinely Borges



Às vezes é preciso sofrer, chorar e sofrer de novo. E muitas vezes só sofrer não basta, tem de se morrer, de quantas mortes forem possíveis. E amar de novo, confiar de novo, para morrer depois! Espero ainda acreditar em mim depois de tudo isso, ter a fé de que sou autêntica e que não importa quantas vezes traíram a minha confiança, quantas vezes mataram o meu amor ou quantas vezes chorei de tanta dor, o que importa é que sei bem quem sou, com uma confiança tão plena em mim mesma, conhecedora de todos os meus males e desertos, das minhas tempestades intensas, mas me reconhecendo incapaz de ferir, de magoar, de impedir outra pessoa de ser feliz. A felicidade alheia é rara, é cara, e muitos estão dispostos a acabar com ela, não se vêem como assassinos. Egoístas. Que morram em suas iras, bebendo do veneno com que ferem. Não sou cruel, apenas não quero que deleitem de prazer enquanto eu sangro, não quero sorrisos enquanto eu choro. Eu quero a minha alma pura e leve como ela costumava ser...

domingo, 6 de novembro de 2011

~~'Trecho de Clarice Lispector


"- A noite de hoje está me parecendo um sonho. 
- Mas não é. É que a realidade é inacreditável."

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

XL - PASSA UMA BORBOLETA -Alberto Caeiro (Fernando Pessoa)


"Passa uma borboleta por diante de mim
E pela primeira vez no Universo eu reparo
Que as borboletas não têm cor nem movimento,
Assim como as flores não têm perfume nem cor.
A cor é que tem cor nas asas da borboleta,
No movimento da borboleta o movimento é que se move,
O perfume é que tem perfume no perfume da flor.
A borboleta é apenas borboleta
E a flor é apenas flor."

sábado, 29 de outubro de 2011

~~'Um sonho do passado- Dinely Borges


Às vezes respira-se a falta
E ela invade os pulmões
Roubando discretos suspiros
De esquecido coração.

Faz da saudade uma palavra doce,
Alimenta a ilusão.
A realidade não significa mais nada
Porque a vida é apenas o que quero ver
-E eu vivo de imaginação-

Imagino a voz silenciada,
O amor que já foi florido
A vida que já foi vivenciada,
Desejando um pouco mais do tempo ido.

Só então percebo
Esse filme não é colorido...
É tão passado e repetido,
Cansa e esgota a minha intenção.

Só então percebo
Que ás vezes respira-se a falta
E basta apenas respirá-la
Para sufocar-me em devaneios.

Às vezes a razão conspira
Trazendo-me de volta a realidade,
O presente é mais bonito
E o futuro é infinito,
Então silencio a ira
De uma monstruosa saudade.


domingo, 16 de outubro de 2011

~~'Para não deixar de dizer...Cáh Morandi


"eu tinha uma vontade louca de mudar minha vida
e apostar na tua até a última ousadia
queria mesmo que você revirasse minha rotina
e enchesse de purpurina o ceú do meu quarto
que você viesse no impulso para me assaltar
me mostrar o perigo de encontrar alguém
e dentro desse alguém, o amor

se você topasse ganhar o mundo comigo
e fizesse valer o sentido de perder o medo
eu iria mesmo, metia a cara, perdia o juízo
me perderia na alegria de te pertencer
por acaso ou descuido sempre tem um desvio,
um trevo, um beco a nossa espera
é nossa chance de pular do barco
e eu me lanço no vento que me joga
dentro, fundo, perto de onde você passa

quero que você me proponha um plano louco e absurdo,
mas que seja tão puro e sincero para ser irrecusável
que eu vá mesmo dizendo não
aposte, não importa que irá perder, ganhar
a aposta já vale o risco de um amor
não pense no depois, nas coisas que não sabemos
não se preocupe, há um mundo de possibilidades
boas, ruins, amargas, deliciosas acontecendo
por isso nunca me deixe,
nunca troque meu medo pelo medo de outro alguém
antes me mostre que é possível, mesmo que não seja
me iluda, por favor."

domingo, 2 de outubro de 2011

~~'Marla de Queiroz


"Que eu possa morrer de amor e, ainda sim, ser discreta. Que eu possa sentir tristeza sem que ela se aposse de toda a minha alegria. E que, se um dia eu for abandonada pelo amor, não deixe que esse abandono seja para sempre uma companhia."

sábado, 1 de outubro de 2011

~~'Cáh Morandi


"amor nunca vem antes, não há oração, coração ou simpatia para que ele se anteceda. Vencer a nós mesmos, vencer a própria pressa, suportar e decifrar o descaso e descanso da hora.
Esperar. Esperar como se não tivéssemos urgência, esperar como se a espera fosse o último motivo de não ir para frente.
O amor nunca vem antes. Nunca antes da paixão, nunca antes da primeira oportunidade para pular do barco, nunca antes de conhecer o outro tão fundo a ponto de desistir. O sentimento seleciona ou anula, e entre um sim ou um não a linha é tão tênue e ao mesmo tempo um enorme abismo. Sim ou não.
Uma escolha rende a história de uma vida, ou de duas. Escolher quando a chance de ser escolhido é bem maior. O amor nunca vem antes… sempre virá depois do que pensamos ser amor."

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

~~'Um dos mundos internos - Dinely Borges


Sou uma alma errante

Que vaga pelas montanhas nórdicas.

Faço da neve o meu tapete,

E já não ando mais titubeante.

 

Lá nem tudo é branco.

Branco é apenas a miséria

Dos olhos desatentos

E de alma Etérea.

 

Eu não sou assim tão inatingível.

Faço quadros coloridos com os meus sentimentos.

Pinto rosa de esperança e lírios de noites amenas,

Até mesmo quando estou triste, já que cinza também é cor

Vai desenhando meus pensamentos e silenciando a minha dor.

 

Quando estou nessas montanhas frias

Sei que é porque preciso estar sozinha.

Algo de mim foi tirado, mesmo na neve e frio gelado

Eu busco pelas minhas cores e alegrias.

 

É que nessa vida já vi muito passante...

Nas montanhas eles não viram nada, só branco agonizante

E em nome do tempo que escorrega

Entre os meus anseios de viver,

Deixo que de mim, a dor parta breve

Para que na primavera

Eu possa amanhecer.



domingo, 11 de setembro de 2011

~~'Filme: Uma Prova de Amor


Anna: "Quando eu era bem criança, minha mãe me disse que eu era um pequeno pedaço de céu azul que veio a este mundo porque ela e meu pai me amavam muito. Foi só depois que me dei conta de que isso não era exatamente a verdade. Os bebês, na maioria, são coincidências. Quero dizer: no espaço há várias almas voando por aí à procura de corpos em que viver. Daí, aqui na Terra duas pessoas transam, ou coisa assim, e pronto. Coincidência. Claro, a gente ouve essas histórias sobre como todos planejam suas famílias perfeitas, mas a verdade é que a maioria dos bebês é produto de noites de bebedeira e falta de controle da natalidade. São acidentes. Só as pessoas que têm problemas para fazer bebês é que de fato planejam tê-los. Eu, ao contrário, não sou uma coincidência. Sou um produto de engenharia. Nasci por uma razão específica. Um cientista pegou os óvulos da minha mãe e o esperma do meu pai para fazer uma combinação específica de genes. Ele fez isso para salvar a vida da minha irmã."


Anna: "Às vezes penso em como teria sido se Kate fosse saudável. Eu provavelmente ainda estaria no céu, ou seja lá onde for, esperando ser ligada a um corpo aqui na Terra."




“Fomos contra a natureza ao obrigá-la a ajudar a irmã.” 


“Ter uma filha doente nos ocupa integralmente... mas ainda curtimos a felicidade da vida em família. Uma casa grande, ótimos filhos, mas sob a fachada, há rachaduras... ressentimentos, que ameaçam a base de nossas vidas." 


Kate:"Não importo que a minha doença me mate...mas está matando a minha família também.”


“Mas de alguma forma, o que nos separa nos une de formas que nunca imaginaríamos.”

“Mãe lembra quando eu fui para um acampamento de férias? Eu estava morrendo de medo de não ver mais vocês, e você me disse pra sentar do lado esquerdo para que eu pudesse ver vocês? Então, estarei neste mesmo assento quando eu partir."








sábado, 10 de setembro de 2011

~~'João Guimarães Rosa


"Era ele estar perto de mim, e nada me faltava. Era ele fechar a cara e estar tristonho, e eu perdia o meu sossego. Era ele estar por longe e eu só nele pensava."

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

~~'Because you loved me - Celine Dion




Por todas aquelas vezes que você me apoiou
Por toda a verdade que você me fez enxergar
Por toda a alegria que você trouxe para minha vida
Por tudo de errado que você transformou em certo
Por todo sonho que você tornou realidade
Por todo o amor que encontrei em você eu serei eternamente grata, meu bem
Você é quem me sustentou
Nunca me deixou cair
Você é quem me acompanhou, através disso tudo

Você foi minha força quando eu estive fraca
Você foi minha voz quando eu não podia falar
Você foi meus olhos quando eu não podia ver
Você enxergou o melhor que havia em mim
Me ergueu quando eu não conseguia alcançar
Você me deu fé porque você acreditou
Eu sou tudo o que sou porque você me amou

Você me deu asas e me fez voar
Você tocou minha mão e eu pude tocar o céu
Eu perdi minha fé, você devolveu-a de volta pra mim
Você disse que estrela nenhuma estava fora de alcance
Você me apoiou e eu fiquei de pé
Eu tive seu amor, eu tive isso tudo
Sou grata por cada dia que você me deu
Talvez eu não saiba tanto, mas eu sei que isto é verdade
Eu fui abençoada porque fui amada por você

Você foi minha força quando eu estive fraca
Você foi minha voz quando eu não podia falar
Você foi meus olhos quando eu não podia ver
Você enxergou o melhor que havia em mim
Me ergueu quando eu não conseguia alcançar
Você me deu fé porque você acreditou
Eu sou tudo o que sou porque você me amou

Você sempre esteve lá para mim
O vento carinhoso que me levava
Uma luz no escuro, brilhando seu amor na minha vida
Você tem sido minha inspiração
Em meio a mentiras você foi a verdade
Meu mundo é um lugar melhor por sua causa

Você foi minha força quando eu estive fraca
Você foi minha voz quando eu não podia falar
Você foi meus olhos quando eu não podia ver
Você enxergou o melhor que havia em mim
Me ergueu quando eu não conseguia alcançar
Você me deu fé porque você acreditou
Eu sou tudo o que sou porque você me amou

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

O nosso amor a gente inventa - Cazuza



O teu amor é uma mentira
Que a minha vaidade quer
E o meu, poesia de cego
Você não pode ver

Não pode ver que no meu mundo
Um troço qualquer morreu
Num corte lento e profundo
Entre você e eu

O nosso amor a gente inventa
Pra se distrair
E quando acaba a gente pensa
Que ele nunca existiu

O nosso amor
A gente inventa
Inventa
O nosso amor
A gente inventa

Te ver não é mais tão bacana
Quanto a semana passada
Você nem arrumou a cama
Parece que fugiu de casa

Mas ficou tudo fora de lugar
Café sem açúcar, dança sem par
Você podia ao menos me contar
Uma história romântica

O nosso amor a gente inventa
Pra se distrair
E quando acaba a gente pensa
Que ele nunca existiu

O nosso amor
A gente inventa
Inventa
O nosso amor
A gente inventa


terça-feira, 30 de agosto de 2011

~~'Clarice Lispector


“(...) E eis que sinto que em breve nos separaremos. Minha verdade espantada é que eu sempre estive só de ti e não sabia. Agora sei: sou só. Eu e a minha liberdade que não sei usar. Grande responsabilidade da solidão. Quem não é perdido não conhece a liberdade e não a ama. Quanto a mim, assumo a minha solidão. Que às vezes se extasia como diante de fogos de artifício. Sou só e tenho que viver uma certa glória íntima que na solidão pode se tornar dor. E a dor, silêncio. Guardo seu nome em segredo. Preciso de segredos para viver. (...)” (Água Viva)

~~'Cáh Morandi


"Eu sou a melhor coisa
Que poderia te acontecer
Sem modéstia nenhuma e não nego ao dizer;
Ah meu bem, não vou chorar por você
Tenho na lista mais de mil homens amantes,
Que me consideram mais importante
Do que os programas de tevê.

Azar o seu que me perdeu
sem nunca me ter."

domingo, 28 de agosto de 2011

~~'' Martha Medeiros


"...A questão era simples: para continuar ao seu lado, eu teria que desistir de mim, da minha liberdade, da minha visão desestressada da vida. E era o que estava muito próximo de ocorrer. Eu uma adulta graduada, passei a agir como criança... estava me tornando uma mulher medíocre, que perdia tempo dando explicações estapafúrdias sobre coisa nenhuma."

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

~~'Palavras do amanhã - Dinely Borges


Perdoe-me ao dizer o que sinto
E não apenas o que vejo.
Digo logo, não minto
Até facetar doce desejo.

Algoz de mim mesma
Despejo palavras fadadas
Que encontraram o meu coração,
Correndo nas veias e morrendo em lágrimas.

Perdoa-me se tão logo me arrependo
Pois apenas bordejo paz.
Interdito veemente o texto
Ao ver o futuro nas lembranças do ontem.


terça-feira, 23 de agosto de 2011

~~'Poema da Cecília Meireles



Ninguém venha me dar vida,
que estou morrendo de amor,
que estou feliz de morrer,
que não tenho mal nem dor,
que estou de sonho ferido,
que não me quero curar,
que estou deixando de ser,
e não quero me encontrar,
que estou dentro de um navio,
que sei que vai naufragar,
já não falo e ainda sorrio,
porque está perto de mim
o dono verde do mar
que busquei desde o começo,
e estava apenas no fim.

Corações, por que chorais?
Preparai meu arremesso
para as algas e os corais.

Fim ditoso, hora feliz:
guardai meu amor sem preço,
que só quis quem não me quis.


sexta-feira, 19 de agosto de 2011

~~'o que não se pode explicar aos normais - Catedral


Sobre o amor e o desamor, sobre a paixão
Sobre ficar, sobre desejar, como saber te amar?
Sobre querer, sobre entender, sem esquecer
Sobre a verdade e a ilusão
Quem afinal é você?
Quem de nós vai mostrar realmente o que quer?
Um coração nesse furacão, ilhado onde estiver.
O meu querer é complicado demais,
Quero o que não se pode explicar aos normais.
Sobre o porquê de tantos porquês,
E responder
Entre a razão e a emoção eu escolhi você!

Quem de nós vai mostrar realmente o que quer?
Um coração nesse furacão, ilhado onde estiver.
O meu querer é complicado demais,
Quero o que não se pode explicar aos normais.
Sobre o porquê de tantos porquês,
E responder
Entre a razão e a emoção eu escolhi você!

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

~~'Já dizia Caio Fernando Abreu


"É uma decepção diferente: não penso obsessivamente, não tenho vontade  nenhuma de ligar nem de escrever cartas, não tenho ódio nem vontade de chorar. Em compensação também não tenho vontade de mais nada."

domingo, 14 de agosto de 2011

~~'Deliberação a um pedido - Dinely Borges


Quase rouba de mim um sorriso quando começo a imaginar: ontem você disse a uma estrela solitária que a vida tem lá os seus mistérios, as suas dores, mas que estava tarde e o seu coração morria - você pedia um novo amor. Imaginou uma garota com um sorriso único, um olhar doce, que quisesse o mundo, mas tivesse pudor. Você desejou que a garota fosse um pouco tímida, mas confortável em sua natureza. Queria que ela lhe beijasse e depois ouvisse os seus sonhos. Desejou que ela também gostasse de seus amigos, afinal você não queria fazer uma troca, amizade por amor. É que você conhece um pouco, ainda que bem pouco, os homens. Queria que ela fosse inteligente, de um jeito único e descontraído e se portasse como nenhuma outra. Não queria que ela soubesse todas as regras de etiqueta, mas de sua meiguice, desforrar a nobreza. Ainda quis que ela respeitasse todas as suas escolhas, e andasse bem ao seu tempo. E desejou que ela o abraçasse até a alma, e o calor de seu corpo curaria qualquer ferida. Depois seguraria a sua mão, como se cuidasse de pétalas caídas. Quase rouba de mim um sorriso, desses que você dá apenas para o destino. Um sorriso de desprezo, já que não é por acaso, que sou essa garota! Eu que em minha grande estupidez, também olhei para o maldito céu. Lá estava a estrela solitária, o melhor reflexo meu. Você me encontrou enfim e sim, eu te fiz feliz, e você também me fez feliz, mas como sou humana, o julgo, e em pecado duplo, o julgo egoísta. Não consegue ver que me limita e condena em uma única coisa: a espera. Espero pelo dia em que irá me dizer que não sou só uma amiga, a ficante mais querida. Espero a sua ligação, e que me diga alguma coisa, menos uma bobagem qualquer que me fadiga. Espero te ver na rua, na saída, e quem sabe matar a saudade que aprendi a esquecer. Espero pelo seu sim ou o não para tudo encerrar. Agora sorrio verdadeiramente, é que prefiro não ser vida na sua vida, não ser abrigo ao seu coração, e nem se quer me permitir ter amor se for para se perder. Amor em mim não se perde se acumula. O seu pedido foi quebrado, esqueceu-se de um detalhe: esqueceu de pedir a minha liberdade. A minha liberdade é o seu maior perigo. 



sábado, 13 de agosto de 2011

~~' Frase do conto Os Desastres de Sofia - Clarice Lispector


"...em choque eu era jogada na vergonha, na perplexidade e na assustadora esperança. A esperança era o meu pecado maior."


terça-feira, 9 de agosto de 2011

~~'Reinado - Dinely Borges


   A alegria escancarada em minha face é um raio, mas não o reflexo da minha alma. Todos ao meu redor têm os ouvidos silenciados pelos meus lábios sorridentes, mas de minha dor, só eu sei. Reino sobre ela como a mais severa de todas as rainhas em meu castelo das ilusões. Na sala principal, quadros de memórias vivas, pintados cuidadosamente com doces decepções. Lágrimas de chuva fazendo nascer o rio mais belo. O meu tapete vermelho é sangue vivo, o meu sangue, que fora derramado pelas causas nobres. Há na mesa de jantar uma jarra que costumo chamar de elixir dos homens, em sua composição, cicuta. É que algumas vezes as pessoas gostam de oferecer doses de morte, sempre matando o amor, a felicidade, o otimismo. Confesso que já provei o mais terrível de todos os venenos, me embriaguei com as palavras sofríveis e morri de várias maneiras possíveis. Confesso também que nem todas as mortes foram ruins e que outras eu mereci. Em meu reino deve-se ter cuidado ao andar nos vales da solidão, ou mesmo na montanha das angústias, e se desejar visitar o país das lágrimas, seja muito cauteloso, não há nada mais misterioso e imprevisível do que tal país. Em meu Castelo Real da Dor possuo tantos colaboradores que se tudo der errado, será o mais certo possível. É o paraíso dos perdidos. E digo com muito orgulho: Administro com tanto cuidado e sabedoria, procurando mantê-lo em segredo, disfarçando-o com o brilho da alegria, que até eu mesma o perco.

sábado, 6 de agosto de 2011

~~'Amado - Vanessa da Mata


Como pode ser gostar de alguém
E esse tal alguém não ser seu
Fico desejando nós gastando o mar

Pôr-do-sol, postal, mais ninguém
 Peço tanto a Deus
Para lhe esquecer
Mas só de pedir me lembro
Minha linda flor
Meu jasmim será
Meus melhores beijos serão seus
Sinto que você é ligado a mim
Sempre que estou indo, volto atrás
Estou entregue a ponto de estar sempre só
Esperando um sim ou nunca mais
É tanta graça lá fora passa
O tempo sem vocêMas pode sim
Ser sim amado e tudo acontecer
Sinto absoluto o dom de existir,
Não há solidão, nem pena
Nessa doação, milagres do amor
Sinto uma extensão divina
É tanta graça lá fora passa
O tempo sem você
Mas pode simSer sim amado e tudo acontecer
Quero dançar com você
Dançar com você
Quero dançar com você
Dançar com você


segunda-feira, 25 de julho de 2011

~~'O mistério de dois - Dinely Borges



Hoje estou com o coração dolorido,
Não essa dor de amor sofrido...
Estou apenas entre a ilusão
E o que me serve,
Seguindo a estrada do deixe acontecer,
Esperando pelo para sempre ou até breve.

Já não sei se me entrego
Ou se levo em mim a esperança.
Quero o abraço e beijo doce que guardo na lembrança,
Mas também o sorriso de um segredo,
Que aos poucos me apego.

Tenho medo do meu desperdício,
Das declarações e coração ferido.
Sou tão contra mim, que não me decido,
Faço do Sol e da brisa o meu suplício.

É que o meu inverno é tarde,
Longo demais. Amo-o como se ama
Todas as manhãs de primavera.
E pela solidão e espera, seja dita a verdade:
A janela de minha alma está aberta - arde,
Com o calor que vem do verão,
E as macias folhas de outono que forram o chão.

domingo, 24 de julho de 2011

~~'A Carta - Legião Urbana

Escrevo-te estas mal traçadas linhas meu amor
Porque veio a saudade visitar meu coração
Espero que desculpes os meus erros por favor
Nas frases desta carta que é uma prova de afeição.
Talvez tu não a leias mas quem sabe até darás
Resposta imediata me chamando de "Meu Bem"
Porém o que me importa é confessar-te uma vez mais
Não sei amar na vida mais ninguém.
Tanto tempo faz, que li no teu olhar
A vida cor-de-rosa que eu sonhava
E guardo a impressão de que já vi passar
Um ano sem te ver, um ano sem te amar.
Ao me apaixonar por ti não reparei
Que tu tivesses só entusiasmo
E para terminar, amor assinarei
Do sempre, sempre teu...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...