segunda-feira, 25 de julho de 2011

~~'O mistério de dois - Dinely Borges



Hoje estou com o coração dolorido,
Não essa dor de amor sofrido...
Estou apenas entre a ilusão
E o que me serve,
Seguindo a estrada do deixe acontecer,
Esperando pelo para sempre ou até breve.

Já não sei se me entrego
Ou se levo em mim a esperança.
Quero o abraço e beijo doce que guardo na lembrança,
Mas também o sorriso de um segredo,
Que aos poucos me apego.

Tenho medo do meu desperdício,
Das declarações e coração ferido.
Sou tão contra mim, que não me decido,
Faço do Sol e da brisa o meu suplício.

É que o meu inverno é tarde,
Longo demais. Amo-o como se ama
Todas as manhãs de primavera.
E pela solidão e espera, seja dita a verdade:
A janela de minha alma está aberta - arde,
Com o calor que vem do verão,
E as macias folhas de outono que forram o chão.

0 comentários:

Postar um comentário

O seu comentário é sempre bem vindo!
Opine, comente, se expresse! Este espaço é seu!

Espero que tenha gostado do blog! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...