segunda-feira, 4 de julho de 2011

~~'Parágrafo-Dinely Borges


Não é a saudade. Não é a sua ausência refletida no que te traduz. Não é a minha solidão. Por que no tempo de minha espera, eu aprendi que as estações mudam, as pessoas mentem. Aprendi que a paixão acaba, mas que o sol brilha caloroso no dia seguinte. Aprendi que em mim, não há nada de ti que excede a tua ausência-única que ficou. Nada que faça o meu peito queimar outra vez. Mas entenda como eu lhe quero bem. E agora não confunda isso com amor. Depois me perdoe se não demonstro da melhor forma. É que aprendi enfim, que não preciso de ti. Não preciso que estejas comigo para sempre. Aprendi que irás partir e depois de dias tempestuosos voltarás, como se nada tivesse acontecido. Agora aprenda que não me importa mais, se vais ou se ficas... O tempo de minha espera me mostrou um mundo de possibilidades, tão infinitas e tão bonitas que nem quero mais perder um segundo a imaginar se vais voltar, se vais ficar, se vais me amar. Porque amo como ama o amor, e hoje, o amor a mim foi dado. Bem distante dos teus braços descobri o meu maior amado.

0 comentários:

Postar um comentário

O seu comentário é sempre bem vindo!
Opine, comente, se expresse! Este espaço é seu!

Espero que tenha gostado do blog! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...