terça-feira, 9 de agosto de 2011

~~'Reinado - Dinely Borges


   A alegria escancarada em minha face é um raio, mas não o reflexo da minha alma. Todos ao meu redor têm os ouvidos silenciados pelos meus lábios sorridentes, mas de minha dor, só eu sei. Reino sobre ela como a mais severa de todas as rainhas em meu castelo das ilusões. Na sala principal, quadros de memórias vivas, pintados cuidadosamente com doces decepções. Lágrimas de chuva fazendo nascer o rio mais belo. O meu tapete vermelho é sangue vivo, o meu sangue, que fora derramado pelas causas nobres. Há na mesa de jantar uma jarra que costumo chamar de elixir dos homens, em sua composição, cicuta. É que algumas vezes as pessoas gostam de oferecer doses de morte, sempre matando o amor, a felicidade, o otimismo. Confesso que já provei o mais terrível de todos os venenos, me embriaguei com as palavras sofríveis e morri de várias maneiras possíveis. Confesso também que nem todas as mortes foram ruins e que outras eu mereci. Em meu reino deve-se ter cuidado ao andar nos vales da solidão, ou mesmo na montanha das angústias, e se desejar visitar o país das lágrimas, seja muito cauteloso, não há nada mais misterioso e imprevisível do que tal país. Em meu Castelo Real da Dor possuo tantos colaboradores que se tudo der errado, será o mais certo possível. É o paraíso dos perdidos. E digo com muito orgulho: Administro com tanto cuidado e sabedoria, procurando mantê-lo em segredo, disfarçando-o com o brilho da alegria, que até eu mesma o perco.

2 comentários:

  1. oie, é lindo tudo aki...
    da uma olhadinha no meu? http://juh42.blogspot.com/
    to te seguindo, um beijo

    ResponderExcluir
  2. Oie! Obrigada *---*
    Fico feliz q tenha gostado!
    To te seguindo tbm!
    beijooos

    ResponderExcluir

O seu comentário é sempre bem vindo!
Opine, comente, se expresse! Este espaço é seu!

Espero que tenha gostado do blog! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...