segunda-feira, 12 de setembro de 2011

~~'Um dos mundos internos - Dinely Borges


Sou uma alma errante

Que vaga pelas montanhas nórdicas.

Faço da neve o meu tapete,

E já não ando mais titubeante.

 

Lá nem tudo é branco.

Branco é apenas a miséria

Dos olhos desatentos

E de alma Etérea.

 

Eu não sou assim tão inatingível.

Faço quadros coloridos com os meus sentimentos.

Pinto rosa de esperança e lírios de noites amenas,

Até mesmo quando estou triste, já que cinza também é cor

Vai desenhando meus pensamentos e silenciando a minha dor.

 

Quando estou nessas montanhas frias

Sei que é porque preciso estar sozinha.

Algo de mim foi tirado, mesmo na neve e frio gelado

Eu busco pelas minhas cores e alegrias.

 

É que nessa vida já vi muito passante...

Nas montanhas eles não viram nada, só branco agonizante

E em nome do tempo que escorrega

Entre os meus anseios de viver,

Deixo que de mim, a dor parta breve

Para que na primavera

Eu possa amanhecer.



0 comentários:

Postar um comentário

O seu comentário é sempre bem vindo!
Opine, comente, se expresse! Este espaço é seu!

Espero que tenha gostado do blog! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...