sábado, 29 de outubro de 2011

~~'Um sonho do passado- Dinely Borges


Às vezes respira-se a falta
E ela invade os pulmões
Roubando discretos suspiros
De esquecido coração.

Faz da saudade uma palavra doce,
Alimenta a ilusão.
A realidade não significa mais nada
Porque a vida é apenas o que quero ver
-E eu vivo de imaginação-

Imagino a voz silenciada,
O amor que já foi florido
A vida que já foi vivenciada,
Desejando um pouco mais do tempo ido.

Só então percebo
Esse filme não é colorido...
É tão passado e repetido,
Cansa e esgota a minha intenção.

Só então percebo
Que ás vezes respira-se a falta
E basta apenas respirá-la
Para sufocar-me em devaneios.

Às vezes a razão conspira
Trazendo-me de volta a realidade,
O presente é mais bonito
E o futuro é infinito,
Então silencio a ira
De uma monstruosa saudade.


domingo, 16 de outubro de 2011

~~'Para não deixar de dizer...Cáh Morandi


"eu tinha uma vontade louca de mudar minha vida
e apostar na tua até a última ousadia
queria mesmo que você revirasse minha rotina
e enchesse de purpurina o ceú do meu quarto
que você viesse no impulso para me assaltar
me mostrar o perigo de encontrar alguém
e dentro desse alguém, o amor

se você topasse ganhar o mundo comigo
e fizesse valer o sentido de perder o medo
eu iria mesmo, metia a cara, perdia o juízo
me perderia na alegria de te pertencer
por acaso ou descuido sempre tem um desvio,
um trevo, um beco a nossa espera
é nossa chance de pular do barco
e eu me lanço no vento que me joga
dentro, fundo, perto de onde você passa

quero que você me proponha um plano louco e absurdo,
mas que seja tão puro e sincero para ser irrecusável
que eu vá mesmo dizendo não
aposte, não importa que irá perder, ganhar
a aposta já vale o risco de um amor
não pense no depois, nas coisas que não sabemos
não se preocupe, há um mundo de possibilidades
boas, ruins, amargas, deliciosas acontecendo
por isso nunca me deixe,
nunca troque meu medo pelo medo de outro alguém
antes me mostre que é possível, mesmo que não seja
me iluda, por favor."

domingo, 2 de outubro de 2011

~~'Marla de Queiroz


"Que eu possa morrer de amor e, ainda sim, ser discreta. Que eu possa sentir tristeza sem que ela se aposse de toda a minha alegria. E que, se um dia eu for abandonada pelo amor, não deixe que esse abandono seja para sempre uma companhia."

sábado, 1 de outubro de 2011

~~'Cáh Morandi


"amor nunca vem antes, não há oração, coração ou simpatia para que ele se anteceda. Vencer a nós mesmos, vencer a própria pressa, suportar e decifrar o descaso e descanso da hora.
Esperar. Esperar como se não tivéssemos urgência, esperar como se a espera fosse o último motivo de não ir para frente.
O amor nunca vem antes. Nunca antes da paixão, nunca antes da primeira oportunidade para pular do barco, nunca antes de conhecer o outro tão fundo a ponto de desistir. O sentimento seleciona ou anula, e entre um sim ou um não a linha é tão tênue e ao mesmo tempo um enorme abismo. Sim ou não.
Uma escolha rende a história de uma vida, ou de duas. Escolher quando a chance de ser escolhido é bem maior. O amor nunca vem antes… sempre virá depois do que pensamos ser amor."
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...