sábado, 24 de outubro de 2015

~~' Uma questão de escolha - Dinely Borges


Como foi encantador conhecer
Esse sentimento contraditório que é o amor.
Ele em mim fez morada
E agora, o que é amor?
O amor é nada.

Do meu encanto fizeram-se as lástimas.
O amor, ele não seca as lágrimas,
E da minha alegria alquebrada
O que foi meu amor?
Foi ele a única estrada.

De repente no paraíso adormecer
E me esquecer de que às vezes se esquece
Esquecer amor, por quê?
É uma questão de escolher...
Às vezes você escolhe o amor,

Mas às vezes o amor não escolhe você.

~~Dinely Borges~~

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

Às vezes você escolhe o amor...


Uma vez vi em um filme que o destino é a ponte que você constrói até a pessoa amada. Então acho que as minhas lágrimas viraram um oceano que levou a minha para as suas profundezas. Daqui da superfície o meu destino parece um azul infinito.
Todas as vezes que a procurei, eu mergulhei fundo e muitas e muitas vezes eu me afoguei. Quantas vidas ainda tenho? Quantas vezes perderei todo o ar sem nunca te encontrar. Eu achei que era só demora. Um dia virou duas semanas. Duas semanas um mês. Um mês virou 210 dias. E o que virará 210 dias?
A distância é a maior certeza que tenho. E do amor que tive só sei o que sinto. O que levo.

Às vezes você escolhe o amor, mas às vezes o amor não escolhe você.

--# Dinely Borges #--

domingo, 7 de junho de 2015

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...